PaRappa The Rapper™

PSP®
Data de lançamento: 6 Julho 2007
Programador: SCEI
Editor: SCEE

Descrição geral

Ele está de volta. Junta-te a este cão que sabe rimar como nenhum outro nesta original e louca aventura cheia de ritmo.

PaRappa é um cachorro rapper apaixonado e vai precisar de ajuda para conquistar o coração da fabulosa Sunny Funny e despachar o seu rival, Joe Chin. Assim tem início uma jornada musical com aulas de kung fu providenciadas por Chop Chop Master Onion, lições de condução e de pastelaria!

PaRappa The Rapper regressa ao palco para comemorar o seu décimo aniversário na PSP. Desenvolvido em associação com o lendário músico multimédia Masaya Matsuura e o famoso artista nova-iorquino Rodney Greenblat, PaRappa The Rapper combina a contagiante e ritmada música hip-hop com o estilo de arte icónico e a animação achatada (PaRappa significa "da grossura do papel" em japonês) que fizeram dos jogos originais para a PlayStation e PlayStation 2 verdadeiros clássicos e definiram o género de acção musical e rítmica.

  • Canta em movimento com mais três amigos nas novas batalhas do Modo Ad Hoc
  • Faz download de versões remisturadas das tuas canções favoritas de PaRappa através do Modo Infra-estrutura
  • Partilha com amigos a diversão do dojo de Chop Chop Master através de Partilha de Jogo

Antevisão

Tens de acreditar!

Prova que não tens voz de cana rachada com PaRappa the Rapper para a PSP.

Ainda que as batalhas de rap sejam geralmente tensas, o mesmo já não se pode dizer quando tens como adversários um cão com um gorro, um instrutor de karaté de 1,80 m com cabeça de cebola ou uma aranha sorridente com rastas, um par de óculos gigantesco e fatiota a condizer. No universo de PaRappa the Rapper, as batalhas de rap são muito mais divertidas e hilariantes do que na vida real. É importante não esquecer que o rap afecta todo o mundo de PaRappa. Os diversos níveis têm por base as tentativas de PaRappa conquistar a sua amada Sunny Funny — e o rap é o caminho para atingir esse objectivo.

Por isso, quando o PaRappa precisa de um carro para a impressionar, tem de frequentar aulas de condução. Isso implica seguir as indicações do instrutor (cantadas ao som de rap) para executar as habituais regras da estrada: olhar para os espelhos, observar os sinais de trânsito e manobrar o carro. Claro que, sendo um cão, ele provoca uma colisão e, por esse motivo, terá de visitar a feira da ladra e ganhar algum dinheiro para consertar o carro — cantando rap com um sapo de nome Prince Fleaswallow, o rei dos bens em segunda mão. É uma experiência tão desconcertante quanto divertida e mal vais poder esperar para descobrires o que acontece a PaRappa e o seu gangue de amigos coloridos no final do jogo.

As delícias do rap

É fácil jogares este jogo. Cada um dos botões do sistema PSP corresponde a um pequeno segmento da letra da canção, que é activado quando primes o botão. Se premires os botões na ordem e no tempo correctos, serás fluente nas artes do rap; prime os botões na ordem errada ou ultrapassa o tempo e soas como um disco riscado (algo que diverte os mestres dos níveis).

A tua precisão e estilo de rappar dão-te pontos de uma escala denominada U Rappin — que vai de AWFUL (Horrível) a COOL (Na boa). Se ficares abaixo de AWFUL chumbas o nível, com consequências desastrosas para o pobre PaRappa. Podes mesmo rappar em estilo livre; se fores mesmo bom, o mestre do nível deixa-te cantar sozinho e criar versões completamente novas das canções.

O estilo visual do jogo é assombroso, estranho e completamente único. As personagens são recortes de papel a duas dimensões e habitam cenários coloridos e cheios de animação. Obviamente que a música é fundamental: cada um dos seis níveis inclui uma faixa de música fantástica e hiper-divertida de acompanhar vocalmente, com estilos que vão do funk dos anos 70 ao reggae e baladas da pop japonesa.

Um dom para a música

Mas isto não é tudo, pois podes obter via transferência versões remisturadas das canções e dos níveis originais, permitindo-te jogar os níveis com novas faixas e novos desafios a ultrapassar.

Há ainda inúmeras novas funcionalidades exclusivas do sistema PSP, incluindo a possibilidade de enfrentares um máximo de quatro jogadores no Modo Ad Hoc. Podes igualmente partilhar um nível de demo com outros sistemas PSP e converteres os cépticos do jogo — e isto é mesmo indispensável, pois PaRappa the Rapper é um daqueles jogos que precisas de experimentar para perceberes quão divertidos podem ser os jogos de acção rítmica. A jogabilidade, a música, os gráficos e o argumento tornam-no num título PSP incomparável e ao qual vais querer regressar uma e outra vez.