The Mark of Kri

PS2
The Mark Of Kri packshot en
Data de lançamento: 19 Março 2003
Programador: SCEA
Editor: SCEE

Descrição geral

Joga na pele de Rau nesta fantástica aventura na terceira pessoa, ajudado pelo seu fiel amigo Kuzo, uma ave que serve de batedor, explorando o caminho a seguir.

Parece que o mundo está a cuspir jogos com sombreamento de células, mas como em tudo, há sempre um exemplo que vem e que nos mostra que se pode seguir a moda em segurança. The Mark of Kri é esse jogo. A decorrer num antigo mundo inspirado nos Maori, com muitas espadas e feiticeiros, The Mark of Kri utiliza os poderes das trevas para invocar um sombrio feitiço que vai libertar um terrível mal por toda a terra. Só Rau, um poderoso guerreiro, pode enfrentar as trevas. Com a ajuda do seu fiel companheiro Kuzo, tens de guiar Rau e utilizar o poder, a estratégia e a acção furtiva para derrotares as forças das trevas.

Mark of Kri é uma aventura na perspectiva da terceira pessoa com acção de combate pessoal e actividades furtivas em iguais quantidades. A decorrer num fantástico mundo de sombreamento de células, um tipo de reino ao estilo da Disney (concebido por antigos funcionários da Disney e da Don Bluth), até podes pensar que se trata de um jogo para crianças, mas não podias estar mais enganado. Apesar das animações ao estilo dos desenhos animados, MoK não dá murros no que respeita à violência - caem braços e pernas, esfacelam-se caras e os inimigos são emparedados ao vivo e a cores. Para ajudar à sangria, MoK conta com um sistema de combate exclusivo em que vários adversários podem ser bloqueados de uma só vez, cada um realçado com um botão diferente, apresentado por cima das suas cabeças (círculo, quadrado, etc.). Prime o botão correspondente e Rau inicia um ataque a essa pessoa; vão ser executadas combinações de movimentos que fazem as manobras de Bruce Lee parecer bastante chatas. Além dos ataques de Rau com os punhos, espadas, lanças e machados, ele também pode eliminar os guardas com o arco: um tiro, uma morte.

Mas não se trata de correr por todo o lado como um Conan da Polinésia a espetar as pessoas com instrumentos afiados. Rau precisa de ser sorrateiro para sobreviver aos perigos que espreitam a cada esquina e, além disso, as mortes sorrateiras representam algumas das mais brilhantes partes do jogo. Qual Solid Snake despido, Rau pode encostar-se às paredes, esquivar-se por trás dos guardas e acabar com eles silenciosamente e de uma vez por todas (ele conseguiu enfiar uma espada no olho daquele guarda? Sim, conseguiu). Vital para os progressos de Rau é o seu guia espiritual, o falcão Kuzo. Podes enviar Kuzo para reconhecer os ambientes, activar botões, ler hieróglifos antigos e até distrair os guardas, mas são as tuas habilidades de guerreiro que vão ter de entrar no combate contra o mal.

Se alguma vez a Disney transformasse Conan, O Bárbaro num filme animado, o resultado seria The Mark of Kri. Com um nível de combate visceral, cenários míticos, uma história mágica e fantásticas e sangrentas animações incluídas num fabuloso mundo animado, The Mark of Kri vai maravilhar todos os seus jogadores.

  • O instintivo sistema de mira permite que traves combates com vários adversários com combinações de ataque e de defesa fluidas


  • Sumptuosos gráficos com sombreamento de células e cenas cortadas "desenhadas a lápis"


  • Intensa acção de combate e jogo furtivo táctico


  • Várias armas para adquirires e aprenderes a utilizar


  • Os sangrentos combates fazem com que este jogo não sejam aconselhável aos mais sensíveis



Partilhar

Google+