Kingdom Hearts

PS2
Data de lançamento: 20 Novembro 2002
Programador: SquareSoft
Editor: SCEE

Descrição geral

A Disney e a Square unem-se e juntam alguns dos seus personagens mais populares, e o resultado é uma aventura épica que jamais será esquecida.

Square, o maestro de Final Fantasy e a Disney, rainha do mundo da animação juntaram forças para criar Kingdom Hearts, provavelmente, o mais épico e exclusivo jogo alguma vez produzido. Adopta o papel de Sora (com a voz de Haley Joel Osment, do filme O Sexto Sentido), um jovem rapaz que fugiu do universo da Disney quando a sua idílica terra natal foi assolada por uma tempestade criada por uma legião de sinistras feras conhecidas como os Sem-Coração. Juntando-se a Donald, o Feiticeiro do Reino e ao Capitão Pateta, eles próprios em busca do Rei Mickey, desaparecido misteriosamente, Sora embarca numa grande viagem, na qual vai encontrar centenas de heróis e vilões da Disney e de Final Fantasy. Um jogo de acção com a profundidade de um RPG, Kingdom Hearts vai derreter o coração do jogador mais cínico.

Num estranho e novo mundo, separado dos seus amigos, Sora consegue ganhar a posse da Keyblade que, tal como a Gunblade de Squall Leonhart em Final Fantasy VIII, é exactamente aquilo que parece ser. Uma arma formidável com um potencial ainda por descobrir, a Keyblade é a tua única forma de defesa contra o poder crescentes dos Sem-Coração, que ameaçam ligar os vários mundos Disney e provocar o caos total. Donald e Pateta, embora controlados pelo computador, são bastante úteis nos combates: o feiticeiro de bico é bastante forte em feitiços de ataque e defesa e o cavaleiro real de cauda não tem medo de distribuir a justiça com o seu escudo.

Aos dos seus títulos de Final Fantasy, a Square abandonou o seu sistema de combate de jogadas alternadas em favor de um método de batalha em tempo real, que faz lembrar a fabulosa jogabilidade de combate de Onimusha da Capcom. Com um sistema de "bloqueio" altamente intuitivo, Sora pode facilmente mudar a sua atenção para o inimigo que pretender e levá-lo à submissão com a simples activação de ataques de combinações. Isto para não dizer que o jogo não apresenta quaisquer elementos de RPG; Sora pode ganhar experiência com os inimigos derrotados, o que resulta em preciosos novos movimentos e magias. A dada altura também vais conseguir a habilidade de convocar os espíritos, embora isto se deva a um toque da Disney através do qual poderás contar com personagens como Simba, Bambi, Sininho, Mushu e até o Génio do Aladino para auxiliarem os teus esforços.

Vais ter muito tempo para aproveitares ao máximo as tuas novas habilidades ao viajares de mundo para mundo na nave Gummi de Donald e do Pateta, travando conhecimento, saudando e/ou derrotando todos os coloridos seres que vais encontrar na viagem. Os locais incluem a Cidade das Bruxas (A Noite Antes do Natal), a Selva Profunda (Tarzan), Agrabah (Aladino), o Bosque dos Cem Hectares (Winnie the Pooh), a Terra do Nunca (Peter Pan), o Coliseu do Olimpo (Hércules), o País das Maravilhas (Alice no País das Maravilhas) e Atlântida (A Pequena Sereia), todos recheados com caras conhecidas, amigáveis e hostis.

O cruzamento de jogos é, de facto, um género raro e no advento de Kingdom Hearts é quase impossível pensar em algo melhor para conseguir superar esta lendária combinação. Quem melhor que os criadores de Final Fantasy para criar um conto coerente, que não só apresenta personagens da Disney, como Winnie the Pooh e Jack Skellington, como também consegue juntar as presenças de Cloud Strife e Sephiroth nesta combinação? Emocionante combate, gráficos fabulosos, actores famosos, centenas de personagens lendárias e uma história fantástica... precisamos de continuar? Pensamos que não. Quando desejas Kingdom Hearts, os teus sonhos realizam-se.

  • Interage com as personagens dos universos da Disney e de Final Fantasy


  • Vozes de actores famosos, incluindo Haley Joel Osment, James Woods, Danny DeVito, Billy Zane e David Boreanaz


  • Vários mundos, baseados nos filmes clássicos da Disney


  • Combate ritmado e em tempo real combinado com as sensibilidades de um RPG



Partilhar

Google+